Casarão do Turismo recebe Aconteceu no Brasil…

Este slideshow necessita de JavaScript.

Teatro com linguagem popular e relevância social. Esta é a filosofia do grupo de teatro curitibano Arte da Comédia, que estará em Piracicaba às 11h deste domingo, 21 de novembro, no Casarão do Turismo da Rua do Porto. A trupe apresenta o espetáculo de rua Aconteceu no Brasil, Enquanto o Ônibus Não Vem, com entrada gratuita, como parte da programação do 5º Fentepira (Festival Nacional de Teatro de Piracicaba).

Resultado de um extenso e contínuo processo de pesquisa sobre o teatro de máscaras e o teatro popular, a peça se passa num lugar perdido desse país, onde moram Dona Josefina e as filhas Amarinda e Miranda. A primeira, objetiva e ambiciosa; a segunda, sonhadora e apaixonada. Um dia, chega a este lugar o Coronel Vicente Capador acompanhado de seu servo, Saci. Eles viajam em direção ao Porto de Santos, onde Capador pretende vender o último índio do Brasil. Também chegam a este lugar, Biro-Biro, malandro do Rio de Janeiro, perseguido pela polícia; e Rosendo, sujeito simples, do Nordeste, que deseja retornar à terra natal depois de anos de trabalho em São Paulo.

Ao perceber que estão perdidos num lugar longínquo deste país, obrigados a esperar o próximo ônibus – que só passará dentro de uma semana – resta aos forasteiros aceitar a hospedagem oferecida por Dona Josefina. Assim, as filhas de Josefina ficam satisfeitas, uma pela possibilidade de lucrar e a outra, pela esperança de encontrar um grande amor.

É por meio das relações entre esses personagens-tipos da formação da cultura brasileira (malandros, coronéis, mulatas, mães, servos, patrões e empregados), que o grupo Arte da Comédia estrutura sua metáfora social. Quem assina a direção da montagem é o italiano Roberto Innocente.

Aconteceu no Brasil foi construído coletivamente a partir de um canovaccio (espécie de roteiro, em que o grupo faz intensas improvisações até que os primeiros diálogos comecem a se delinear), a partir do estilo da antiga Commedia dell’Arte italiana, tendo a comicidade, o ritmo, o corpo, as máscaras e “lazzi” como características principais.

O espetáculo recebeu vários prêmios em diversos festivais de teatro do país (como Ponta Grossa, Pindamonhangaba e Americana), incluindo o Troféu Gralha Azul, em 2007, no Paraná, nas categorias de melhor espetáculo, direção, atriz e adereços.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s