Comissão debatedora avalia quinta edição do Festival

Este slideshow necessita de JavaScript.

Durante os nove dias do Fentepira, a comissão debatedora da quinta edição não só acompanhou os 10 espetáculos da Mostra Principal, como ainda fez questão de participar de outras ações, sejam debates, entrevistas ou palestras.

Alexandre Mate, por exemplo, fez críticas diárias para o Jornal de Piracicaba (também postadas neste blog), e concedeu entrevista ao vivo para a rádio Onda Livre AM.

Daniela Biancardi também entrou na dança e foi entrevistada pela TV Claret, além de assinar uma crítica para o JP.

Mais discreto, Moisés Miastkwosky manteve-se atento aos detalhes (tudo com bom humor). E acompanhou, ao lado de Mate, a apresentação dos espetáculos da Mostra Estudantil, realizada na terça-feira, 23, na Sala 2.

O trio também fez questão de comparecer à palestra de Dagoberto Feliz, Bete Dorgam, Esio Magalhães, realizada dia 22, no Colégio Piracicabano.

Responsáveis pela escolha dos Troféus-Destaque, Alexandre, Moisés e Daniela se reuniram diariamente com as companhias teatrais e com o público para avaliar os aspectos técnicos das montagens, para apontar críticas e fazer sugestões.

Ao final do trabalho e antes da partida, o trio deixou uma mensagem para ser incluída no blog do Fentepira.

Alexandre Mate
Várias proposições estéticas constituíram o Festival. Uma seleção dessa natureza descortina diferentes possibilidades de os produtores culturais entenderem os seus trabalhos. Dois espetáculos foram excelência, tanto é que foram os mais contemplados. Ambos são espetáculos épicos, são teatro de grupos, de pessoas que estão juntas e dividem a criação do espetáculo como um todo. Ambos criaram os seus próprios textos. É uma tendência majoritária que tem se desenvolvido principalmente na cidade de São Paulo. Penso que essas duas obras caracterizam uma probabilidade interessante de uma proposta estético-teatral bastante significativa”.

Moisés Miastkwosky
O Fentepira é fundamental para Piracicaba e região. É importante para o fazer teatral e para a criação de novos grupos. É um alimento para as companhias participantes, pois a comissão debatedora veio para trazer uma visão mais técnica. Piracicaba está de parabéns!

Daniela Biancardi
Acredito no espaço do teatro como espaço de compartilhar saberes. E esse Festival segue com a mesma consistência, beleza, tradição e o movimento natural da vida, como o rio Piracicaba.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s