Premiada comédia dramática abre Fentepira no Teatro Municipal

Este slideshow necessita de JavaScript.

Três canções gravadas pela famosa dupla caipira Tonico & Tinoco inspiraram a Cia. Teatro da Cidade a criar o espetáculo Um Dia Ouvi a Lua, atração que abre oficialmente o 6º Fentepira (Festival Nacional de Teatro de Piracicaba). A encenação será na sexta-feira (28), às 20h, no Teatro Municipal Dr. Losso Netto, com entrada gratuita.

Produzido pela Cia. Teatro da Cidade, de São José dos Campos, em comemoração aos seus 20 anos de existência, o espetáculo tem direção de Eduardo Moreira, do grupo mineiro Galpão, com texto inédito do consagrado dramaturgo Luís Alberto de Abreu que, entre outros trabalhos, foi o autor do roteiro adaptado da minissérie Hoje é Dia de Maria.

A peça narra os dramas e os conflitos de Beatriz, Tereza e S´Maria. Por meio de três canções de Tonico & Tinoco (Adeus, Morena, Adeus, Cabocla Tereza e Rio Pequeno) são reveladas três diferentes mulheres, que invertem os valores machistas das narrativas dessas composições, conhecidas do cancioneiro popular brasileiro, recriando-as do ponto de vista feminino.

A canção Adeus, Morena, Adeus destaca, na versão de Abreu, Beatriz e não o violeiro que prefere seguir uma vida errante à casar-se. Abandonada por ele na estação de trem, a personagem, volta todos os dias, à mesma estação, agora desativada, para contar a versão de sua história e a esperança de reencontrar o seu grande amor.

Em Cabocla Tereza a famosa história dessa canção popular ganha a voz da própria Tereza que, embora já morta volta para esclarecer o seu trágico fim, ao abandonar o marido e seu matador, agora transformado em penitente.

A canção Rio Pequeno apresenta S’a Maria que, apaixonada pelo caboclo Cipriano, abandona seu pai e foge com ele para o Mato Grosso. No caminho, observa a violência do amado com seu cavalo e decide voltar, mas Cipriano a reconquista não pela força, mas por deixar escapar sua fragilidade.

O espetáculo Um Dia Ouvi a Lua estreou no Sesc São José dos Campos, em março de 2010, e ficou em cartaz no Teatro Coletivo em São Paulo de junho a agosto desse ano. A montagem conquistou o Prêmio Cooperativa Paulista de Teatro (CPT) 2010 de Melhor Espetáculo do Interior de São Paulo, e recebeu as seguintes indicações: Prêmio Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) 2011, de melhor dramaturgia para Luís Alberto de Abreu; Prêmio Shell 2011 de melhor direção musical e Prêmio CPT 2011 de melhor projeto sonoro, ambos para Beto Quadros.

Em 2006, a Cia. Teatro da Cidade esteve em Piracicaba para apresentar o espetáculo Maria Peregrina, na primeira edição do Fentepira, onde conquistou os prêmios de Melhor Texto Original para Luís Alberto de Abreu e Melhor Figurino para Carlos Colabone. Por este espetáculo, recebeu as indicações de Melhor Direção para Cláudio Mendel.

No currículo da Cia. Teatro da Cidade estão 18 espetáculos, que receberam mais de 80 prêmios em festivais e mostras de teatro no Brasil. Foram cerca de 450 apresentações, que totalizam um público estimado em 300 mil espectadores.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s