Grupo Gestus representa Piracicaba com Oração para um Pé de Chinelo no 8º Fentepira

Foto: Juliano Akino
Foto: Juliano Akino

A capelinha do Parque do Engenho Central recebe o espetáculo Oração para um Pé de Chinelo, do Grupo Gestus de Teatro, na quinta-feira (7), às 20h. Em cena, Rato e Dilma são acordados pela presença inesperada de Bereco, que os impede de sair. Ninguém sabe quem eles são verdadeiramente e o que estão dispostos a fazer para conseguirem o que desejam. A montagem piracicabana integra a mostra oficial do 8º Fentepira (Festival Nacional de Teatro de Piracicaba). A entrada é gratuita.

Dirigida por Ricardo Araújo, que também assina o projeto sonoro e de iluminação, a peça tem no elenco Djeisa Salgado (Dilma), Washington Popi (Bereco) e Zé Ferreira (Rato), além do ator convidado Juliano Akino. Elias Lima e Thaís Dias são responsáveis, respectivamente, pela operação de som de luz e a preparação dos atores, enquanto Luciana Felipe assina o projeto de indumentária.

Como forma de incentivar as produções piracicabanas, o Fentepira assegura que entre os 10 selecionados para a mostra principal sejam escolhidos de um a três grupos locais, com os mesmos critérios aplicados aos demais inscritos do país. Diferente dos demais eventos do gênero no Brasil, não é uma mostra de caráter competitivo e oferece ajuda de custo aos grupos conforme as distâncias de Piracicaba.

Esse auxílio é de R$ 3.5000 para até 100 quilômetros; R$ 4.000 entre 101 e 500 quilômetros; e R$ 5.000 a partir de 501 quilômetros. No caso dos grupos de Piracicaba, a ajuda de custo é mesma oferecida aos selecionados com até 100 quilômetros de distância.

Após a apresentação, o público é convidado a participar de bate papo com a companhia teatral e a comissão debatedora composta pelo curador da oitava edição, o diretor teatral Roberto Rosa, a dramaturga Ana Souto e o crítico de teatro Alexandre Mate, professor do Instituto de Artes da Unesp (Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho) e membro da comissão que define os finalistas para os prêmios Shell de Teatro.

GESTUS – A criação do grupo, em 2001, foi uma iniciativa do ator Washington Poppi, após participar do 1º Festival de Monólogos do Clube Cristóvão Colombo de Piracicaba com a peça Por que os teatros estão vazios?, de Karl Valentim. Na ocasião, a peça conquistou os prêmios de melhor ator, melhor figurino, melhor cenário, melhor sonoplastia e melhor direção para Ricardo Araújo.

Em 2003, o grupo montou a esquete O Assado de Coelho, do mesmo autor. A montagem esteve na 10ª Mosquete (Mostra de Esquetes Teatrais), tendo no elenco Poppi e Eva Prudêncio. Na sequência, eles partiram para uma proposta mais ampla e  aprofundada no trabalho de ator: montar uma das peças de maior sucesso no pais, que é Navalha na Carne, de Plínio Marcos. Tendo como ator Zé Ferreira no papel de Vado, o espetáculo ficou em cartaz por cinco anos, participando de diversas mostras e festivais de teatro, nos quais angariou mais de 30 prêmios. 

Além dos espetáculos já mencionados, o Grupo Gestus montou também  Quando Chega a Hora, de João Scarpa; O Pedido de Casamento, de Anton Tchekov; Ainda Somos o que Fomos, exercício cênico com obras de Jorge Andrade; e A Sopa de Pedra, de Tatiana Belinky. 

O FESTIVAL – Todos os anos, integram a programação do Fentepira diversos espetáculos nacionais nas categorias adulto, infantojuvenil e teatro de rua. Diferente dos demais eventos do gênero no país, esta não é uma mostra de caráter competitivo e oferece ajuda de custo aos grupos conforme as distâncias de Piracicaba. As 10 montagens da mostra oficial foram escolhidas entre as 217 inscritas de 15 estados.

A Prefeitura de Piracicaba é realizadora do Fentepira, por meio da Secretaria Municipal da Ação Cultural, com o apoio do Sesi Piracicaba, Tusp Piracicaba, Senac Piracicaba, Apite! (Associação Piracicabana de Teatro), Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba), Secretaria Municipal de Educação e Centro de Comunicação Social. 

SERVIÇO – 8º Fentepira, com o espetáculo Oração para um Pé de Chinelo, do Grupo Gestus Teatro. Quinta-feira (7), às 20h, na capelinha do Parque do Engenho Central. Entrada gratuita. A distribuição de ingressos tem início uma hora antes das apresentações. Classificação: 14 anos. Mais informações: http://www.fentepira.com.br, www.fentepira.wordpress.com, pelo Facebook Fentepira Piracicaba ou pelos telefones (19) 3413-5212 e 3413-8526.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s