Cultura indígena é tema do último espetáculo do 8º Fentepira

Ara-Pyau-7

O encontro entre as artes cênicas com uma cultura milenar, a dos povos indígenas Guarani, deu origem ao espetáculo Ara Pyau – Liturgia Para O Povo Invisível, do Teatro Girandolá, de Francisco Morato, atração paralela que marca o encerramento do 8º Fentepira (Festival Nacional de Teatro de Piracicaba. A apresentação acontece no domingo (10), às 20h, no Ponto Arte Garapa. Com entrada gratuita, a distribuição de ingressos tem início uma hora antes da apresentação, que é restrita a 50 pessoas.

A trama se desenvolve a partir da história de um jovem à procura de suas origens e que depara-se com um lugar habitado por um povo que vive camuflado com a natureza. A peça é fruto de pesquisas do grupo com as comunidades Guaranis Mbya, das aldeias Tekoa Pyau e Tekoa Ytu, conhecidas como aldeias do Pico de Jaraguá, localizadas na zona oeste de São Paulo, ao lado do Parque Estadual do Jaraguá. No elenco estão André Arruda, Fabia Pierangeli, Gilberto Araújo, Mariana Moura, Meire Ramos e Roseli Garcia.

Em 2011, por meio de edital para produção de espetáculo inédito oferecido pelo ProAC (Programa da Ação Cultural), do Governo Federal, o grupo desenvolveu o projeto Ara Pyau – Contando Histórias, Trocando Saberes, culminando na estreia do espetáculo, em junho de 2012. Os integrantes do Teatro Girandolá tiveram como ponto de partida o aprofundamento na cultura Guarani, a partir da convivência e da troca de experiências com os moradores das aldeias do Jaraguá. As visitas semanais aos indígenas permitiram a criação de textos, imagens, conversas, oficinas, vídeos e uma infinidade de material, que são compartilhados na montagem.

O Teatro Girandolá atua desde 2007 nos municípios de Francisco Morato e Franco da Rocha, em São Paulo, produzindo e apresentando espetáculos teatrais e desenvolvendo atividades e ações de formação de público para as artes. O grupo segue como princípio de criação o processo colaborativo e desde seu primeiro trabalho preocupa-se em criar espetáculos que tragam à tona questões e discussões que possibilitem o diálogo entre seu fazer artístico e a realidade da região onde atua.

No currículo do Girandolá também estão as peças Aruê! (2010), que tem como ponto de partida o universo mítico das pombagiras, selecionado para representar Francisco Morato no Mapa Cultural Paulista 2011/2012; o infantil Conto de Todas as Cores (2008), inspirado em Mario Quintana.

O FESTIVAL – Iniciada em 1º de novembro, a programação do 8º Fentepira contou com 21 atividades, divididas em 10 espetáculos da mostra principal, cinco montagens convidadas e quatro da mostra paralela. Houve ainda aula-espetáculo com o diretor Ilo Krugli e a participação dos artistas locais na audiência pública da Comissão de Educação e Cultura que discutiu o ProAC (Programa de Ação Cultural).

O Parque do Engenho Central, seja na sua área externa ou no Teatro Erotídes de Campos, serviu como palco para a maioria das apresentações, além do Sesi Piracicaba, Colégio Piracicabano, Teatro Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba), Praça José Bonifácio e Ponto Arte Garapa. Os grupos vieram de São Paulo, incluindo interior e capital, Santa Catarina, Minas Gerais e Maranhão.

Realizado pela Prefeitura do Município de Piracicaba, por meio da Secretaria Municipal da Ação Cultural, o Fentepira foi criado para popularizar as artes cênicas, fomentar os grupos teatrais, formar plateias e estímular a troca de ideias. A primeira edição aconteceu em 2006 e, um ano depois, estava em vigência a lei municipal número 6072/2007, que incluiu o evento no calendário oficial da cidade.

São apoiadores da oitava edição o Sesi Piracicaba, Tusp Piracicaba, Senac Piracicaba, Apite! (Associação Piracicabana de Teatro), Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba), Secretaria Municipal de Educação e Centro de Comunicação Social. 

SERVIÇO – 8º Fentepira, com o espetáculo Ara Pyau – Liturgia Para O Povo Invisível, do Grupo de Teatro Girandolá. Domingo (10), às 20h, no Ponto Arte Garapa (r. Dom Pedro II, 1.313, Bairro Alto). Entrada gratuita. A distribuição de ingressos tem início uma hora antes da apresentação). Duração: 45 minutos. Classificação: 12 anos. Capacidade: 50 lugares. Mais informações: http://www.fentepira.com.br, www.fentepira.wordpress.com, pelo Facebook Fentepira Piracicaba ou pelos telefones (19) 3413-5212 e 3413-8526.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s