Espetáculo em homenagem a Herzog recria ‘diabólica rotina’ de torturadores

A morte do jornalista Vladimir Herzog inspirou o dramaturgo Mario Prata a escrever o espetáculo teatral Fábrica de Chocolate, em 1979. No ano em que o Brasil lembra os 50 anos do Golpe Militar, a montagem volta aos palcos pela companhia carioca Frederico e Osório Produções Culturais. A peça foi selecionada para a mostra oficial do 9º Fentepira (Festival Nacional de Teatro de Piracicaba) e será apresentada no sábado, 15, às 20h, no Teatro Erotídes de Campos, no Engenho Central. A entrada é gratuita e os ingressos começam a ser distribuídos uma hora antes.

Escrita por Mário Prata cinco anos após a morte de Herzog, esta é a única peça sobre a ditadura que enfoca a ação dos torturadores e mostra a diabólica rotina dos porões. O autor construiu a peça a partir de um dado: um homem morreu durante a tortura e o órgão repressor precisa simular um acidente. A ação consiste nos preparativos para provar que o morto, operário de uma fábrica de chocolate, suicidou-se.

Os personagens são funcionários do Doi-Codi, encarregados de interrogar e resolver os caminhos dos investigados. O retrato do brasileiro que comete a tortura é semelhante ao do homem comum, que se confunde na rua com a multidão. O espetáculo registra diversos escalões do aparelho policial-militar encarregado de anular qualquer cidadão suspeito de incompatibilidade ativa com o regime, do carcereiro-torturador, passando pelas chefias intermediárias aos escalões superiores.

Sob direção de Luiz Furlanetto, Fábrica de Chocolate foi contemplado com o Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz e esteve em cartaz no Teatro Glauce Rocha, no Centro do Rio de Janeiro, além de cumprir temporada na Casa de Cultura Laura Alvim, em Ipanema. Em setembro, foi um dos selecionados para o 14º Fester (Festival de Teatro de Resende), também no Rio de Janeiro. No elenco estão Adriana Torres, André Cursino, Daniel Villas, Diogo Pivari, Henrique Manoel Pinho e Victor Garcia.

O FESTIVAL – O 9º Fentepira é realizado pela Prefeitura do Município de Piracicaba, por meio da Semac (Secretaria Municipal da Ação Cultural), com apoio do Sesi Piracicaba, Senac Piracicaba, Apite! (Associação Piracicabana de Teatro), Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba), Colégio Piracicabano, Ponto de Cultura Garapa, Rádio Educativa FM, Secretaria Municipal da Educação e Centro de Comunicação Social.

A programação do 9º Fentepira acontece até 23 de novembro, sempre com entrada gratuita. O ator e diretor Roberto Rosa, que assina a curadoria desta edição, selecionou 11 espetáculos para mostra oficial, entre as 346 peças inscritas, de 17 estados e 89 cidades. Além disso, há dois espetáculos infantis pelo projeto Diversão em Cena, da ArcelorMittal, e três oficinas gratuitas.

Após as apresentações dos espetáculos da mostra oficial, os grupos e o público participam de debates com o doutor em história social Alexandre Mate e com a dramaturgista Fátima Saadi. Em 2014 também acontece a 21ª Mostra de Teatro Estudantil, nos dias 13, 14 e 17 de novembro.

SERVIÇO – 9º Fentepira, com o espetáculo Fábrica de Chocolate, da Companhia Frederico e Osório Produções Culturais. Sábado, 15, às 20h, no Teatro Erotídes de Campos, no Engenho Central. Entrada gratuita. Classificação: 14 anos. Duração: 75 minutos. Ingressos disponíveis uma hora antes. Informações: http://www.fentepira.com.br ou (19) 3413-8526 e (19) 3413-5212.

Anúncios

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s