Indicado ao Prêmio APCA, Abnegação tem 2 sessões no Fentepira

Abnegação-01--foto-divulgação

A relação entre violência e política faz parte do enredo de Abnegação, espetáculo do Tablado de Arruar selecionado para a mostra oficial do 10º Fentepira (Festival Nacional de Piracicaba). A peça recebeu indicação ao Prêmio de Melhor Texto pela APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) para Alexandre Dal Farra, que também divide a direção com Clayton Mariano. São duas apresentações na cidade: na quarta-feira, 11, no Teatro Municipal Erotídes de Campos, e na quinta-feira, 12, no Ponto de Cultura Garapa, sempre às 20h. A entrada é gratuita.

Conhecido por trabalhos que refletem sobre questões políticas e sociais, o Tablado de Arruar é habitué das praças e palcos em Piracicaba. Em 2006, o grupo abriu a programação do primeiro Fentepira com A Rua é um Rio, na Praça José Bonifácio. Na quarta edição do Festival, em 2009, a trupe foi selecionada com o espetáculo A Farsa do Monumento. Outros dois espetáculos estiveram na cidade pelo Circuito Tusp de Teatro: Helena Pede Perdão e é Esbofeteada, em 2010, e Mateus, 10, em 2013.

O espetáculo apresenta, em sua primeira parte, uma reunião fechada entre cinco integrantes de um partido político. Eles discutem um acontecimento do passado que vem à tona. São quatro da manhã, em uma fazenda de um dos membros do partido. Ao longo da madrugada, em meio a muita bebida, os envolvidos discutem e se desesperam. Para proteger o coletivo, um dos membros se vê obrigado a tirar a própria vida, levando consigo toda culpa pelos acontecimentos passados. No segundo ato, as consequências dessa decisão vêm assombrar os envolvidos, provocando fortes mudanças na vida de todos os envolvidos.

Abnegação aborda questão de como são tomadas as decisões políticas que podem afetar a vida de milhões de pessoas. O espetáculo trabalha com a linguagem velada, no qual aquilo que não se diz é mais revelador do que tudo que parece ser explicitado. É da tensão estabelecida na estrutura pública versus privado que surgem as cenas. Entretanto, não é a trama que contém o principal objeto de investigação da dramaturgia. No elenco estão Alexandra Tavares, André Capuano, Carlos Morelli, Vinicius Melloni e Vitor Vieira.

Após a apresentação do espetáculo, o público é convidado a se juntar ao grupo para acompanhar os debates com o doutor em história social Alexandre Mate, o ator, diretor e bailarino Aguinaldo de Souza e o ator e professor Valdir Rivaben, também curador do 10º Fentepira, que selecionou ao lado de Jorge Vermelho as 10 peças da mostra oficial, a partir de 253 espetáculos inscritos, de 75 cidades brasileiras, de 14 estados mais o Distrito Federal.

O 10º Fentepira integra o Calendário Oficial de Eventos da cidade, por meio da lei municipal 6.072/2007. São parceiros o Sesi, Sesc, Senac, Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba), Colégio Piracicabano, Poiesis – Organização Social de Cultura, Ponto de Cultura Garapa, Apite! (Associação Piracicabana de Teatro), CoMCult (Conselho Municipal de Cultura), Associação Cultural e Teatral Guarantã, Jornal de Piracicaba, Revista Arraso, Secretaria Municipal de Educação e Rádio Educativa FM.

TABLADO – Na estrada desde 2001, o grupo recebeu indicações e premiações dos principais prêmios nacionais: Shell, APCA, Prêmio Cooperativa Paulista de Teatro. Suas peças participaram de importantes festivais nacionais como a Mostra Oficial do Festival de Teatro de Curitiba, o FIT de São José do Rio Preto e o Tempo Festival do Rio de Janeiro.

O Tablado começou como grupo de teatro de rua e vem, desde 2008, se utilizando de diversos tipos de espaço para a realização de seus espetáculos: peças para espaços relativamente convencionais (Abnegação), peças de rua (Helena pede perdão e é esbofeteada) e também peças encenadas em espaços não-convencionais (Mateus, 10).

Abnegação é composto por uma trilogia. A primeira teve sua estreia em fevereiro do ano passado e contou com financiamento do Programa Municipal de Fomento ao Teatro e do ProAC 2014 (Programa de Ação Cultural), o que assegurou a segunda apresentação em Piracicaba. A segunda parte, atualmente em cartaz na capital paulista, foi contemplada com o Edital Myriam Muniz e irá percorrer, em 2016, as cidades de Porto Alegre, Belo Horizonte, Fortaleza e Recife.

SERVIÇO – Espetáculo Abnegação, no 10º Fentepira. Quarta-feira, 11, às 20h, no Teatro Municipal Erotídes de Campos (avenida Maurice Allain, 454, Parque do Engenho Central). Na quinta-feira, 12, às 20h, no Ponto de Cultura Garapa (rua Dom Pedro 2º, 1.313, Bairro Alto). Entrada gratuita. A distribuição de ingressos tem início uma hora antes de cada apresentação. Classificação: 14 anos. Duração: 135 minutos. Mais informações: (19) 3413-5212 e http://www.fentepira.com.br.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s